Eventos

Congresso Nacional da ABUB

Data: 
26/05/2016 - 09:00 - 29/05/2016 - 12:00

O Congresso Nacional da ABUB - "Justiça, Fidelidade e Humildade" - ocorrerá no feriado de Corpus Christi, dos dias 26 a 29 de maio em Arujá-SP (Sítio Arujabel).

Informações e inscrições em www.cn2016.abub.org.br


IMPORTANTE: Antes de comprar suas passagens aéreas pedimos especial atenção:

- O aeroporto mais próximo é o de Guarulhos (35 km).

Haverá traslado do evento apenas do aerporto de GUARULHOS na manhã/tarde da quinta-feira (26/05) e na tarde de domingo (29/05, saída a partir das 14 horas). Os grupos serão formados por horários próximos!

 

 

 

 

Texto de apresentação à temática

Todos nós, em algum momento da vida, já lidamos com questões do tipo: “Será que Deus me ama apesar de eu ter feito isso?” ou “O que eu preciso fazer pra agradar a Deus?”. Aprendemos na Bíblia que nossa relação com Deus não é fundamentada em nossas obras, mas em Sua graça. Isso é maravilhoso porque, se o amor de Deus por nós dependesse do nosso bom comportamento e de nossa obediência às suas leis estaríamos definitivamente perdidos já que nossa performance sempre seria insuficiente.

Quando lembramos que a nossa relação com Deus é baseada na graça sempre surgem as questões: “Então onde fica a obediência à lei dentro deste cenário da Graça?”, “Se o amor de Deus por mim não depende da minha obediência e das minhas boas obras, posso parar de obedecer?”, “Posso pecar à vontade e descansar na Graça?”. Vale a pena ver como Paulo lidou com essas questões no capítulo 6 da sua carta aos Romanos. De forma resumida, não somos salvos pelas obras, mas para as obras. Ou seja, a lei está incluída na graça e a última nos capacita para a primeira. Não podemos ser aceitos por Deus através do nosso bom desempenho, mas, depois de aceitos pela graça, somos capacitados e chamados a praticar boas obras. As boas obras não são o pré-requisito pra entrar no Reino, mas são o jeito de se viver no Reino.

O profeta Miqueias lidou com este dilema em seu próprio tempo. Ele profetizou na época dos reis Jotão, Acaz e Ezequias. Nessa época os principais inimigos de Judá (Assíria, Babilônia e Egito) estavam em declínio e Ezequias havia promovido uma restauração do culto a Deus ao remover os ídolos na nação. Neste cenário de estabilidade política, crescimento econômico e avivamento espiritual o povo começou a se sentir seguro e autoconfiante. Isso levou os líderes e poderosos da nação a explorarem os pobres, desprezarem a justiça e serem violentos. E o pior de tudo é que achavam que, por serem o povo escolhido e amado por Deus, nada de mal lhes aconteceria. Pensavam que o fato de serem povo de Deus os isentava de viverem imitando a Deus.

Dentro deste contexto Miqueias levanta sua voz profética para denunciar o pecado de Judá, anunciar juízo e proclamar esperança de restauração. O versículo que mais resume sua mensagem está no capitulo 6, versículo 8 do livro:
                             “Ele mostrou a você, ó homem, o que é bom e o que o SENHOR exige: pratique a justiça, ame a fidelidade e ande humildemente com o seu Deus.” (Miqueias 6:8)

Foi a partir deste versículo que escolhemos o tema para nosso Congresso Nacional da ABUB 2016: “Justiça, Fidelidade e Humildade”. Nós não nos tornamos povo de Deus por que somos naturalmente justos, fiéis e humildes. Pelo contrário, Deus nos salvou quando éramos “injustos, traidores e orgulhosos” (essa era nossa verdadeira trilogia pessoal) a fim de que pratiquemos a justiça, amemos a fidelidade e andemos humildemente com Ele.

Deus nos fez seu povo por causa da sua livre graça e amor (Deuteronômio 7:7-11) e ele permanece chamando-nos de “Meu povo” mesmo quando estamos em desobediência (Miqueias 6:3, 5). Ele não desiste de nós e vem ao nosso encontro trazendo juízo temporário e oferecendo graça permanente (Miqueias 7:18; Salmo 30:5). Que neste CN 2016 possamos ouvir a voz de Deus através dos estudos em Miqueias e responder com “Justiça, Fidelidade e Humildade”!


Nenhum Comentário

Comentar

O conteúdo deste campo é privado não será exibido ao público.
CAPTCHA
O teste abaixo serve para verificar se você é um ser humano e para prevenir submissões automáticas de spam.