Blog da ABUB

Qual o propósito em minha profissão?

Meu nome é Ana Elisa Siena. Participei da ABU ao longo de toda a minha graduação, fazendo parte das diretorias, dando EBIs, oficinas e tudo mais. Cursei engenharia de computação na USP, entrei pensando em construir robôs e saí dando aulas de mobile para idosos. O mundo dá voltas!

Ao ingressar no curso, descobri que não gostava tanto assim de robótica nem programação. O que foi bem frustrante. O que gostava mesmo era de trabalhar com interfaces. Mas não tinha muito espaço para isso. Fiz intercâmbio na Alemanha e acabei estudando interface humano-computador durante 6 meses, fiz estágio na área em uma empresa de lá e me apaixonei de novo pelo curso. Mesmo assim, sentia que faltava propósito para aquilo. Por que eu fazia o curso? Era para ganhar dinheiro? Quem eu ajudava com o que eu fazia?

Foi em uma dessas crises que eu fui para casa da minha avó, passar o final de semana. E ela demonstrou interesse no meu celular. Fiquei intrigada. Demos um celular para ela umas semanas depois, bem simples, a ensinei a usar o Whats App, vi a dificuldade que ela tinha de aprender. Sistema em inglês, botões pequenos, pouco contraste no texto, notificações a todo momento. Aí veio o click! Vou trabalhar com interface para idosos!

No mês seguinte estava procurando um professor na USP para me orientar a escrever meu TCC: Florch – Tricotando no Século XXI. Fizemos parceria com o pessoal da Gerontologia da USFCar, dei aulas e entrevistei idosos. Me apaixonei!

Mas me formei.

Sou sócia de uma empresa pequena, comecei a fazer zilhões de coisas por dia, burocráticas ou não, ir ao banco, entrevistar, revisar projetos, construir sites, reuniões, reuniões. Mas sobrou um dinheirinho no meio do ano e resolvemos investir em algo novo. Em um projeto com idosos!

Montamos uma equipe e começamos. Dois desenvolvedores, eu e duas gerontólogas. Até que lançamos o Anni (https://play.google.com/store/apps/details?id=br.com.sienaidea.anni&hl=pt_BR). Um aplicativo para gerencia do cuidado do idoso. Colocamos chat com usabilidade para idosos, gerenciador de fotos, diário de saúde. E informações sobre o cuidado. Achamos que com texto seria algo muito formal, pouco usado. Partimos para algo novo. Vídeos!

Daí que veio a ideia do canal no YouTube: o 60 mais (https://www.youtube.com/channel/UC0gTR-q5eSpMKUvBsUG_yUA). Mas ele também deu voltas. No início era um canal para ensinar tecnologia para idosos, depois sobre cuidado do idoso com tutoriais sobre o que fazer quando seu avô caiu ou algo do tipo. Mas depois de muito testar e bater a cabeça, chegamos à conclusão que o ideal seria um canal no YouTube para idosos. Um canal com conteúdo para eles! Com entrevistas, compartilhamentos, “causos” e muitas histórias da vovó. E tudo de forma bem informal, descontraída (até por que a gente não tinha muito dinheiro para gastar nisso). Mas deu certo! Pela Graça de Deus! 

Hoje temos um número razoável de inscritos no canal, aparecemos no G1, Catraca Livre e outras mídias, fomos convidados para cobrir o Miss São Carlos Terceira Idade (convite da Primeira Dama da cidade). E estamos muito contentes! Principalmente porque os idosos estão assistindo.

Onde iremos chegar? Não sei. Só sei que a ideia surgiu de maneira informal e que com este canal a gente espera alcançar muitos idosos, sempre dar um bom testemunho para todos e mostrar que envelhecer, apesar dos problemas, é maravilhoso. É algo que Deus nos dá com muito amor e carinho e que devemos abraçar e curtir muito! Mesmo sendo um projeto “secular”, espero que o amor de Cristo transborde para nosso público sempre, mesmo que seja através de um sorriso depois de assistir um vídeo compartilhando uma história comum.

2 Comentários

Parabéns, Ana Elisa! Que

Parabéns, Ana Elisa! Que inspirador! :)

Propósito em minha profissão

Como é bom ler que em meio a tantas dúvidas e desilusões você conseguiu achar um propósito e criar algo interessantes para um público esquecido, principalmente nos meios digitais. Deus continue abençoando! Um abraço.

Comentar

O conteúdo deste campo é privado não será exibido ao público.
CAPTCHA
O teste abaixo serve para verificar se você é um ser humano e para prevenir submissões automáticas de spam.