Blog da ABUB

O Experimento Marcos me ensinou a depender

A estudante de São Paulo conta o que aprendeu com a peça Experimento Marcos e seus desafios. A peça é baseada no evangelho de Marcos, feita por todo o país com gente de cada grupo local que tem interesse em realizá-la, sem requerer experiência teatral prévia (necessitando só de um dos diretores formados). Em formato circular, a peça não possui figurino, cenário, microfones e nem narração. Apresentada em escolas, universidades e centros culturais, ela é uma ferramenta criativa de levar o evangelho para esta geração através da arte. Conheça mais no texto abaixo, de uma das diretoras formadas.

por Gemima Jacinto, da ABU ABC (SP) e diretora do Experimento Marcos

Vai ficar meio metalinguístico, mas vai dar certo. (Quem começa um texto assim?)

Não leve um experimentador a sério... melhor, leve sim, porque ele leva o Experimento Marcos a sério. Talvez no começo seja um pouco difícil entender a seriedade, mas continuemos...

Quando me pediram pra escrever esse texto, pensei: "Hein? É o quê? Sei nem fazer uma reunião informativa... E tenho que falar do que é o Experimento Marcos pra mim? Vamos ver no que dá". Lembro de dizer que se ficasse ruim, podia ser outra pessoa, talvez as pessoas nem lerão este texto... este começo já conta no que eu resumo o Experimento Marcos: dependência.

Claro que o Experimento Marcos é o evangelho por ele mesmo, puro e simples, "sem cenário, sem figurinos". A Palavra tomando voz, várias vozes, gritos, chuva (sim, temos uma chuva, o vendaval) que Jesus acalma... Assim como ele acalma meu coração durante as duas apresentações depois de seis semanas de estudo e três dias insanos de ensaio, ansiedade e tensão (que eu deveria entregar mais nas mãos dele). Dependência.

Atores inexperientes que mal decoram a matéria da prova ou lembram o que comeram no dia anterior, mas pode perguntar a Seção 2 que eles lembram. Alguns memorizam em menos de dez minutos na reunião informativa. E, mesmo nervosos ou com erros, lembram dos estudos e dos ensaios. Nas 21 apresentações que já tivemos, os atores mostram a vida de Cristo, e Deus se mostra ainda mais cuidador de tudo. Dependência.

Diretores paulistanos em oração pelo grupo do nordeste, e sulistas com o coração no Experimento Marcos de Minas Gerais. Somos chorosos e amorosos, sim, não é só bronca e seriedade, não. Mas que cada vez é um desafio, isso é: falta ator, falta lugar, falta voz, só Deus e a gente sabe… E cada vez é uma surpresa maravilhosa, indescritível. Sempre falamos “foi só por Deus”. Dependência. Ouvi de um senhorzinho simples de tudo: “Vou orar por vocês”. Ouvi de uma senhora super chique: “Vou orar por vocês”. Acho que eles entenderam nossa incapacidade, nossa humanidade e pequenez. Orem, orem mesmo, você também, porque é pura dependência em Deus, por Deus e para Deus.

Não se engane, um texto (cerca de 300 evangelhos já foram distribuídos) pode, sim, ganhar vida, gerar calor nos corações, transbordar-se para todos que o assistem. E não é porque as peças são maravilhosas, ou melhor, é sim, já que elas falam da vida do Jesus que morreu por mim e foi sepultado. Mas - spoiler - “Jesus ressuscitou!”.

Nós acreditamos na “mensagem”, passando pela “capacitação”, pagando “o preço”, vivendo “o Amor”. Por isso, queremos que mais pessoas saibam desse Jesus! E o nosso jeitinho de contar é pelo Experimento Marcos.

 

Se tiver interesse de saber mais sobre a peça ou de realizá-la com seu grupo local, escreva para experimentomarcosbrasil@gmail.com

Nenhum Comentário

Comentar

O conteúdo deste campo é privado não será exibido ao público.
CAPTCHA
O teste abaixo serve para verificar se você é um ser humano e para prevenir submissões automáticas de spam.