Entre nós

Um missionário e um estudante

Por Lucas Gomes, estudante da ABU Alfenas (MG)

2020, o ano mais difícil para todos. Este ano é de longe o ano mais difícil para todos, ninguém imaginava que iria surgir uma crise sanitária, visto que tínhamos tantas outras crises pendentes. Inicio este meu relato com essa contextualização para falar do Curso de Formação Missionária, organizado entre junho e julho pela Aliança Bíblica Universitária do Brasil (ABUB).

Integrantes da ABU Alfenas (MG) - Lucas é o de rosa na foto acima

No ano passado (2019), fui eleito para compor a diretoria da ABU Alfenas (MG). Nosso grupo tinha feito algumas reuniões e já tínhamos estabelecidos grande parte do nosso cronograma, como a recepção dos calouros, as reuniões do grupo local, nossas festas e estudos bíblicos presenciais. Porém, os planos de Deus eram outros.

Muitos de nós voltamos para nossa casa, assim como ocorreu com Neemias quando ele voltou para sua casa, Jerusalém, para reconstruir um muro e ficar com os seus. Apesar da reclusão que a pandemia nos impôs, a missão continua de casa. A diretoria regional de Minas Gerais, depois apoiada por todo o movimento nacional, fez um Curso de Formação Missionária que contemplava atividades como palestras, oficinas, exposições bíblicas, momentos culturais, áudios de lectio divina e outros. Em todos esses momentos Deus falou bastante comigo. Pude refletir bastante sobre minha fé, sobre as qualidades de Deus e sua misericórdia comigo.

O momento que Deus mais falou comigo foi nas oficinas “Deus, Shabat e eu”, “A casa como transformação social”, “Deus e a ecologia” e a palestra “Ouça o espírito, ouça o mundo”. Deus falou muito por meio dos oficineiros, vi como tenho negligenciado o mandamento de descanso, que o ativismo que vinha tendo antes da pandemia estava me adoecendo psicologicamente e fisicamente. Vi que é impossível fazer a missão e cuidar do outro sem ter autocuidado. Refleti também sobre como eu sou ansioso, uma frase usada na oficina do “Deus, shabat e eu” que tenho levado comigo é: “As únicas preocupações que devo ter é a do dia de hoje e com o grande dia”. Isso tem me permitido pensar no hoje e andar menos preocupado com o futuro.

Outra reflexão que tive foi como eu negligencio minha missão com minha comunidade e familiares. Acredito que o slogan usado no curso “a missão continua de casa” foi muito oportuno, uma vez que ao voltar para casa pude servir melhor meus familiares e cuidar deles. Assim como preciso cuidar das pessoas mesmo de longe, mandando mensagem, fazendo chamadas de vídeo ou até mesmo comemorando aniversários virtualmente.

Eu aprendi que a missão estudantil é um processo, que é necessário imergir na dor do outro, no cuidado e na servidão no dia a dia. A partir disso pude enxergar o ato missionário de forma plena.

Outra reflexão foi como negligencio o cuidado com o meio ambiente. A natureza geme pelo dia da redenção! Ela também foi criada pelo mesmo criador que eu, e mesmo assim não cuido e não fazia nada para evitar sua total destruição. Após essa oficina comecei a reciclar materiais, tento evitar desperdícios e tento influenciar meus pais a me ajudar nesse propósito. Apesar de parecer pequeno, eu nunca tinha dedicado nenhum tempo para cuidar do meio ambiente, mesmo sabendo de todas as consequências do descarte incorreto do lixos e seus prejuízos. Essa oficina me fez querer me envolver com a preservação ambiental e mudar hábitos de consumo que tanto prejudicam nosso planeta.

O curso todo foi ótimo, esse período foi como se fosse um curso de reciclagem de conhecimentos. Refleti bastante sobre o nosso grupo local que muitas vezes não tem feito nada para que os outros conheçam Cristo, mas a universidade precisa conhecê-lo. Tenho sonhado que Deus possa me usar como propagador das boas novas, que a partir disso a minha turma, meu curso, minha universidade, minha comunidade e minha família sejam impactados. Que o evangelho mude a vida de tantos universitários que todos eles possam glorificar todos os atributos de Cristo. Quero carregar toda essa experiência de aprendizagens desse curso para que eu faça com excelência o que Deus me chamou para fazer na universidade, pois sou apenas um missionário que está na universidade.

Nenhum Comentário

Comentar

O conteúdo deste campo é privado não será exibido ao público.
CAPTCHA
O teste abaixo serve para verificar se você é um ser humano e para prevenir submissões automáticas de spam.