Entre nós

Entrevista Norberto Riback

"Mais Lutas do que Glórias" é o título de um livro publicado pela ABU Editora. E poderia ser também o título de nossa própria história!

Sacrifício, resiliência, perseverança. Nestes 40 anos fomos muito abençoados por cristãos comprometidos com o ministério de literatura. Em nossa história muitos chegaram e partiram.

E Deus permitiu que o assistente administrativo Norberto Riback permanecesse! 

Muitas gerações de estudantes têm sido abençoadas pelo seu testemunho. Ele está há 37 anos servindo a Editora, com zelo, disciplina e  comprometimento. Somos gratos a Deus e queremos compartilhar um pouco de sua história, visão e sonhos:

Quando você começou a servir na ABU Editora? Como foi sua decisão de estar neste ministério?

Eu comecei em fevereiro de 1978 já com meus 17 anos de idade. Na época não tinha nenhuma ideia do que é missão, do que era "interdenominacional", trabalho com universitários. Enfim, estava  procurando um emprego e fui convidado por um membro da minha igreja que já trabalhava na ABU Editora - Lorna Íris Arndt.

De um modo geral, conte-nos sobre o contexto em que iniciou seu trabalho:

O meu trabalho começou em meio a muitos impressos: O "Intercessor" que deveria ser contados de dez em dez e remetido pelo Correio aos líderes de grupos locais.

Uma semana antes, o Marco Antônio também estava iniciando seu trabalho na equipe da editora (companheiro de trabalho por 32 anos, até 2010). O estoque de livros era tão apertado  que não permitia uma pessoa ficar em pé, de tão baixo que era seu teto.

Logo no primeiro dia fui convidado a almoçar com a turma do escritório na pequena cozinha. Nesta época tínhamos uma cozinheira que preparava as refeições. Um tanto desajeitado e inibido (até hoje), fui conhecendo o Jair, o Antonio Paixão, a Lorna, a Tonica, o Sr. Heinz, Joel - o artista, Dieter, Silêda ... e a turma dos visitantes que vinham quase todos os dias, espremidos para a reunião de oração após o almoço, sentados  em almofadas colocadas no chão.

 

Quais foram os principais desafios que vivenciou ao longo destes anos?

Por quase dez anos eu fui auxiliar nos serviços de office-boy e de operador do "mimiógrafo" do escritório. Depois trabalhei como assistente de vendas, faturamento e administrativo da Editora.

Durante muitos anos não havia facilidades como o metrô e o computador. Tudo era feito "mecanicamente", andava-se, datilografava-se muito. Constantemente íamos à caixa postal para buscar correspondência lá no centro de São Paulo.

Houve um período em que não tínhamos uma pessoa no financeiro e um contador do escritório e precisei "me virar" numa época de superinflação, com um computador XP que mal sabia operar.

Tínhamos contas para pagar da ABUB e da Editora que precisavam ser calculadas, preenchidas nas suas guias de pagamento e pagas nas agências de diversos bancos separadamente, com recursos contados, provindas de doações e vendas de livros.

Outros grandes desafios foram as mudanças de endereços do Escritório com todo seu material, móveis e estoque de livros. Como eram imóveis alugados tínhamos que deixá-los em bom estado, e fazíamos a pintura e consertos essenciais.

Até a visita de um 'espião'  tivemos no meio da década 80, dizendo-se residente em medicina, no período da ditadura, investigando os trabalhos feitos no escritório, desmascarado pelo Rubinho (assessor dos projetos missionários). E, logo em seguida, o espião desapareceu.

Hoje com a nossa sede própria, tivemos uma "ameaça de desapropriação" (pois o projeto de desapropriação foi arquivado) - mas o receio ainda permanece.

Embora faltem recursos humanos e financeiros em muitas áreas, o Senhor tem sempre nos abençoado mantendo uma equipe para os trabalhos da Aliança Bíblica Universitária do Brasil e da  ABU Editora num só local e podemos cumprir com obrigações legais e ministeriais.

 
Você tem alguma história sobre como a literatura da ABU Editora abençoou pessoas/ministérios?

Recebi por diversas vezes pessoas escrevendo ou falando sobre a importância dos livros que a ABU publicava em suas vidas, afinal estes buscam uma compreensão integral do evangelho.

Mas acredito que o que a ABU Editora mais abençoou foi o de manter o escritório da ABUB sempre em atividade e em cooperação nos seus diversos trabalhos, especialmente em recursos humanos.

Muitas pessoas passaram por aqui, e acredito que deixaram e levaram consigo algo que pode servir de crescimento profissional e de testemunho na fé no Senhor.


O que você sonha para a ABU Editora?

Que se consiga montar uma biblioteca sustentável, virtual e interativa com os livros já produzidos; que se ofereça além do impresso o livro digital nas diversas plataformas encontradas hoje para leitura e estudo.

Tudo sempre voltado para os fins e objetivos da missão que foi criada, junto ao trabalho da ABUB para os estudantes, sua equipe de assessores, doadores e público interessado.

1 Comentário

Obrigado Norberto!

Obrigado Norberto por consagrar sua vida ao ministério estudantil! Você é exemplo de dedicação e fidelidade ao Reino. O seu serviço não é visível nem perceptível como o de outros obreiros que estão em contato direto com os estudantes, mas é imprescindível ao bom funcionamento da ABU Editora e da ABUB. Tenha certeza que seu ministério colaborou na transformação de muitas vidas. Obrigado! Muito obrigado! Deus o abençoe! Roberto Takasu

Comentar

O conteúdo deste campo é privado não será exibido ao público.
CAPTCHA
O teste abaixo serve para verificar se você é um ser humano e para prevenir submissões automáticas de spam.