Notícias

“Cabe a Igreja reafirmar a Palavra de Jesus"

D. Robinson Cavalcanti fala sobre a importância de uma Igreja enraizada na Palavra e comprometida com a verdade

A exposição bíblica de Dom Robinson Cavalcanti sobre o texto de Colossenses 1:24 – 2:24 ressaltou a importância de uma Igreja que partilha da Cruz de Jesus. Todos os obstáculos que os cristãos têm em razão de sua fé nos fazem de certa maneira carregar um pouco da Cruz. “Devemos participar das aflições do Senhor e compartilhar do mistério que nos foi confiado, levando a Palavra de Deus".

Ele nos alertou para a importância de, enquanto cristãos, nos tornarmos também agentes de transformação.  “Esse mistério é o evangelho que agora é revelado também aos gentios, Paulo é transformado e é um agente transformador, o porta-voz de uma mensagem transformadora. Nós todos somos portadores desse tesouro! Mas esse mistério ainda é mistério para muitos dos nossos colegas, familiares e vizinhos e Deus não vai mandar anjo tocando trombeta, Deus vai mandar você!”

Robinson salientou a necessidade de trabalharmos no aperfeiçoamento do Corpo de Cristo e acredita que e esse Corpo não é aperfeiçoado pelo estabelecimento de regras, mas pela nossa aproximação de Jesus Cristo como modelo de pessoa perfeita.  Cristo é uma pessoa perfeita em caráter, sentimentos e temperamento e a santificação é permitir que o Espírito Santo transforme o nosso caráter, sentimentos e temperamento.

A comunidade de Colossos estava sendo ameaçada por idéias exóticas. Ameaças legalistas, ameaças ritualistas, que, segundo Robinson, também ameaçam a Igreja brasileira contemporânea. “É preciso reter o bem a partir de um critério que está firmado, do contrário, corre-se o risco de cair em um sincretismo. A Igreja está ameaçada por especulações teóricas. Uma boa escapatória do dilema real é uma boa racionalização intelectual".

Essas teologias com aparência de sabedoria são chamadas por Jesus de sepulcros caiados, estão internamente fétidos. “Nossas doutrinas devem ser comprometidas com a verdade e não com coisas perecíveis. Nós estamos expostos a rudimentos que nos desviam da nossa centralidade da fé. Somos chamados a voltarmos aos rudimentos firmados na base que é Jesus Cristo. Caberia aos Colossenses resistir, pois já haviam sido perdoados. As falsas doutrinas sempre ameaçam a Igreja".

Por fim, Robinson falou sobre o tradicionalismo religioso que sempre reaparece, muitas vezes em forma de legalismo e atenta contra a grandeza e a singularidade da Graça de Deus. “Precisamos nos voltar para a verdade e a solidez da Palavra de Deus.  Cabe a Igreja de Jesus Cristo reafirmar a Palavra, a Verdade e a Vida para a qual Jesus nos chamou, com isso teremos uma geração sólida capaz de fazer um ministério como o de Paulo com os Colossenses. “

1 Comentário

Morte trágica de Robinson e Mirian Cavalcanti

Parabéns à Erica pelo texto sobre os comentários que Robinson fez sobre a carta de Colossenses. está bem redigido, com as reflexóes feitas por Robinson de maneira clara e objetiva, que eram sua marca registrada. Ainda me lembro muito bem do seu bom humor, que sempre permeava suas falas com palavras/chistes nordestinas que nos faziam sorrir.

Comentar

O conteúdo deste campo é privado não será exibido ao público.
CAPTCHA
O teste abaixo serve para verificar se você é um ser humano e para prevenir submissões automáticas de spam.