Notícias

No que trabalha a equipe do escritório nacional?

Assessoras alocadas em São Paulo dão suporte para todo o movimento

Se você ligar para a Aliança Bíblica Universitária do Brasil (ABUB), sabe quem irá lhe atender? E o email abub@abub.org.br, ou o de eventos, quem responde? Essas e outras atividades são responsabilidade de uma parte da equipe nacional, as assessoras que servem ao escritório. O trabalho dessas obreiras é essencial para a manutenção da missão. Como somos um movimento descentralizado e baseado na iniciativa voluntária de seus participantes, é comum que o trabalho delas passe despercebido, mas é importante para que o abeuense em sua região ou no núcleo de estudo bíblico receba suporte da ABUB.

Você conhece essas obreiras? A equipe é composta pelas assessoras de administração, Natália Verly e Cássia de Oliveira; a assessora de mobilização de recursos, Tályta Alencar; e a assessora de comunicação e arte, Jessica Grant. Também dá suporte a elas nossa assistente administrativa, Surama de Oliveira. Quando retornar de sua licença maternidade, Giovanna Amaral, nossa secretária de administração e comunicação, seguirá supervisionando o trabalho do escritório, que agora é feito pela secretária geral, Sarah Nigri.

Todas as assessoras e a assistente moram em São Paulo (SP), mas nem todas frequentam diariamente o escritório nacional, situado próximo ao bairro Jabaquara. Mesmo via home office, formam uma só equipe. Conheça algumas de suas funções ou áreas em que servem ao movimento:

Mordomia financeira

A mordomia com as finanças da missão, em atividades como orçamentos, pagamentos e relatórios, é um dos cuidados da equipe do escritório.

Natália, por exemplo, conta que uma de suas responsabilidades é "realizar os pagamentos da missão e a gestão financeira". "Somos uma associação religiosa com fins não econômicos, assim temos responsabilidades, direitos e deveres perante ao governo, o que exige da ABUB ter processos administrativos e financeiros adequados e alinhados com as leis", explica.

Também cuidando dessa área, Cássia coordena a elaboração dos documentos resultantes da realização de Conselhos Diretores e Congressos Nacionais de forma adequada para os registros públicos. Ela explica a seriedade: "Sem esse cuidado os documentos não seriam registrados, sem esses registros tanto a ABU Editora quanto a ABUB estariam impedidas de continuarem suas atividades como pessoa jurídica devidamente reconhecida. Isso traria implicações seríssimas para tudo o que a nossa organização faz e a impossibilitaria até mesmo de ter missionários trabalhando na missão".

A organização, catalogação e digitalização desse material administrativo e de outros está sendo feita atualmente por Jessica com ajuda de estudantes voluntários e de Surama. Ela, por sua vez, ajuda na identificação de doações, na organização dos relatórios financeiros dos obreiros, pagamentos e diversas outras atividades da área administrativa. "O trabalho que eu faço é fundamental, porque ele dá base para que as outras pessoas que trabalham nessa mesma organização consigam desenvolver o seu trabalho", afirma Surama.

Um outro lado importante é a prestação de contas, na qual trabalham as assessoras de administração e de mobilização de recursos. Para citar um detalhe, Natália cuida da realização de relatórios financeiros para apreciação nos órgãos internos, como a Diretoria Nacional e o Conselho Diretor. Para ela, esse trabalho "contribui para a transparência de nossas finanças perante à sociedade, aos associados e ao governo, além de ajudar na tomada de decisão e no planejamento estratégico".

Tályta entra no quadro quando as informações financeiras tornam-se prestação de contas para os doadores. O que leva a outro ponto importante do trabalho dessa equipe…

Mobilização de recursos

Uma das responsabilidades de Tályta é o relacionamento com nossos doadores, que por sua generosidade mantêm a missão financeiramente. Além disso, ela acompanha os atuais e futuros obreiros no processo de levantar recursos para o seu sustento. Junto com a Natália, ela conduz o trabalho de líderes regionais, os tesoureiros, que auxiliam na mobilização. "[Faço isso] treinando, acompanhando, animando, dando suporte e ferramentas para que os obreiros consigam levantar uma equipe de pessoas que apoiam seu trabalho com a missão estudantil", explica.

"Hoje quem tem mais responsabilidade de levantar recursos são os próprios obreiros e depois os estudantes, porque entendemos que se essa responsabilidade é distribuída conseguimos ter uma rede muito maior de pessoas apoiando o ministério estudantil. Mobilizar recursos não é uma tarefa fácil, mas não é impossível, e por isso precisamos de alguém para dar suporte, ânimo e treinamento. E quando convidamos essa rede de pessoas a participar da nossa visão, a base disso é o relacionamento. Por isso temos a preocupação de mostrar o cuidado e zelo com as ofertas e de compartilhar o que Deus tem feito."

Eventos nacionais

Você conhece o Congresso Nacional? Já participou de algum evento nacional, como o Instituto de Preparação de Líderes, o Acampamento de Verão, Conselho Diretor, Encontro de Corpus Christi? Se sim, é por causa do trabalho da equipe do escritório nacional!

Cássia é responsável pela parte logística, "desde a previsão dos custos, fechamentos de contratos até a compra de materiais de consumo". Jessica, por sua vez, organiza o site do evento, as informações disponíveis e toda divulgação necessária. Algumas outras atividades sempre são divididas entre a equipe, como traslado, atendimento e inscrições.

"São nesses encontros que a missão capacita estudantes e profissionais, tem suas prestações de contas interna, faz o seu planejamento, toma suas decisões, faz eleição de seus diretores e sonha com o futuro de forma colegiada. São vitais para a existência da ABUB", explica Cássia.

Comunicação e outros projetos

Parte do trabalho da equipe é a comunicação da ABUB, ou seja, conteúdos como as redes sociais, informativos, o site nacional e textos. como o que você está lendo. É até estranho escrever em terceira pessoa… afinal sou eu, Jessica, que cuido dessa parte, com o suporte da equipe. Desde a edição dos vídeos até os informativos mensais, como o Intercessor, seja na concepção direta ou no contato com voluntários. Além disso, também acompanho os secretários regionais de comunicação, líderes de cada região que cuidam dos subsites e das informações entre seus grupos locais.

Para variar ainda mais, tenho trabalhado em projetos diversos, como a coordenação nacional da peça evangelística Experimento Marcos e a tradução do livreto A Palavra Entre Nós e outros materiais (e ideias) futuros.

Equipe

Cada uma com seu dom e sua formação, a variedade desta equipe forma um só corpo na hora de servir a ABUB e garantir uma boa estrutura para o desenvolvimento da missão em suas regiões e grupos locais. As assessoras e a assistente administrativa sempre têm em mente que seu trabalho é pano de fundo para que estudante possa continuar alcançando estudante, e que os obreiros regionais, eventos, textos e nossas orações os capacitem para isso.

  • E aí, deu pra conhecer essa parte da equipe nacional? As assessoras Cássia, Natália, Tályta e Jessica necessitam, assim como todos os outros obreiros da ABUB, de doações para seu sustento mensal. Mas já imaginou a dificuldade que é explicar como este trabalho contribui para a missão? Se quiser contribuir com elas, preencha aqui, no cadastro de doação.
  • Ore para que continuem servindo a missão com suas formações e talentos, e que seu serviço realmente tenha impactos positivos no dia a dia das escolas, campi e ambiente de trabalho de todos abeuenses, ainda que não seja visto.

 

Nenhum Comentário

Comentar

O conteúdo deste campo é privado não será exibido ao público.
CAPTCHA
O teste abaixo serve para verificar se você é um ser humano e para prevenir submissões automáticas de spam.