ABUB em 2020 - Prestação de contas

ABUB em 2020 - Prestação de contas

“Agora, irmãos, queremos que saibam o que Deus, em sua graça, tem feito por meio das igrejas da Macedônia. Elas têm sido provadas com muitas aflições, mas sua grande alegria e extrema pobreza transbordaram em rica generosidade.”
2 Coríntios 8:1-2 (NVT)

"Que surpreendente!" É assim que nos sentimos com o fato da graça abundar em meio à adversidade, ao sofrimento, à dor e à escassez. É em meio às aflições que o nosso coração revela sua essência. No coração das igrejas da Macedônia, encontramos uma alegria que transbordou em rica generosidade, embora estivessem desesperadamente pobres. É interessante observar que o principal ator dessa cena é o próprio Deus, que em situações difíceis dá essa graça que abunda e mantém acesa em nosso coração a esperança viva: Cristo Jesus. O apoio fiel de vocês no sustento do ministério estudantil mostra como Deus está atuando em seus corações.

Irmãos, damos graças a Deus por experimentar e compartilhar dessa generosidade transbordante. Com os desafios econômicos no nosso país e as pressões vividas pela pandemia, nossas necessidades foram supridas por meio das suas contribuições em 2020. Pudemos garantir o sustento dos nossos assessores (missionários) e, mesmo com escolas e universidades fechadas, trabalhando e estudando de forma remota, pudemos continuar criando oportunidades para que esta mensagem de graça alcance o mundo estudantil e profissional.

A missão continuou, e por isso queremos nesta “Prestação de Contas”, agradecer por participarem conosco desse ano de missão, que foi tão desafiador para assessores e estudantes

1. Números de grupos na ABUB

Terminamos o ano de 2020 com 120 grupos filiados à ABUB. Destes:

- 93 são grupos de Aliança Bíblica Universitária (ABU);
- 16 são grupos de Aliança Bíblica de Secundaristas (ABS);
- 11 são grupos de Aliança Bíblica de Profissionais (ABP).

Entre os grupos filiados mostrados no mapa abaixo pode haver alguns inativos, que não estão em funcionamento. Também havia 16 grupos ativos em estruturação ou processo de filiação.

Somando todos, filiados e ainda não filiados, estamos em 105 cidades brasileiras. Também apuramos uma média de 1.330 pessoas que frequentam as reuniões de células ou núcleos destes grupos locais, sendo eles cristãos e não cristãos.


Clique aqui para ver mais detalhes do mapa de grupos locais acima.
Caso queira visualizar em formato de tabela clique aqui

2. Assessores regionais e nacionais da ABUB

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Concluímos 2020 com uma equipe de 18 assessores, também chamados de obreiros, que trabalham em tempo integral ou parcial na ABUB. Na imagem acima, está quase toda a equipe obreiros reunida no nosso último encontro presencial, em janeiro de 2020, acompanhados de três participantes do Siga-me, programa de serviço e mentoria, mais um intercambista. Dois assessores regionais entraram durante o ano de 2020:

Fabi Pereira, de tempo parcial na assessoria da região São Paulo e Mato Grosso do Sul, e
Rui Lima, de tempo parcial na assessoria da região Norte.

Em janeiro de 2021 tivemos a entrada do Higor Valin na região Centro-Oeste e temos a expectativa de entrada de pelo menos mais dois assessores durante o ano em outras regiões.

No fim do ano, duas obreiras encerraram seu tempo de ministério na ABUB: Jéssica Kelly, assessora na região Centro-Oeste, e Giovanna Amaral, secretária de administração e comunicação. Além delas, Norberto Riback, funcionário da ABU Editora, também encerrou seu tempo de serviço na nossa casa editorial. Somos muito gratos a Deus pela vida deles, que trabalharam conosco por 5, 13 e 42 anos respectivamente, e pela chegada dos novos obreiros. Clique aqui para ler nosso relato sobre essas despedidas.

Terminamos 2020 com 42 assessores auxiliares. Os assessores auxiliares são profissionais que se dedicam voluntariamente para ajudar no trabalho regional. Eles acompanham grupos locais e auxiliam nos encontros de formação com o obreiro regional. Na foto, o último encontro presencial de assessores auxiliares da região Sul, no fim de 2019.

3. Adaptações para o modo à distância, como a missão continuou

Quando a pandemia impossibilitou os encontros presenciais, logo os assessores e líderes estudantis se organizaram para adaptar os cursos de formação para o formato online para manter grupos animados e seguirem criando oportunidades de levar a mensagem de Cristo.

3.1 Atividades nacionais online

No primeiro semestre realizamos o Curso de Formação Missionária, um curso de quatro semanas que contou com 668 pessoas inscritas, das quais 25% ainda não participavam da ABU. Esse curso foi realizado com o apoio de uma equipe de 150 pessoas.

No segundo semestre também realizamos diversas atividades onlines promovidas pela ABUB em nossas redes sociais, houve oficinas, estudos bíblicos em grupos pequenos e nosso sarau de encerramento do ano, que no total contaram com 208 participações.

3.2. Histórias da atuação nos grupos locais

A Aliança Bíblica Universitária do Brasil iniciou também a campanha “A missão continua de casa”. Os estudantes e profissionais tiveram muita criatividade em seus trabalhos e atuaram ativamente mesmo após o fim da campanha, ainda que a grande maioria não tenha retornado à sala de aula em todo este tempo.

Duas regiões, por exemplo, tiveram novos grupos filiados!

Na região Centro-Oeste,  na foto reunidos num Conselho Regional (CR) online, o grupo da ABU Araguaia (MT) estava desativado desde 2015. Mas em setembro de 2019 retomou atividades a partir da mobilização de um ex-abeuense. Eles relataram à ABUB: "Em março de 2020, [a assessora regional] Jessica Kelly fez um treinamento em Barra do Garças, um momento de muita aprendizagem. Pensávamos que aquele ano seria o ano! Entretanto, a pandemia se impôs e nos obrigou a pensar formas alternativas. Decidimos fazer reuniões online para estudarmos a Palavra, orarmos e lermos juntos. Assim, mesmo em um momento pandêmico, nosso grupo conseguiu encontrar forças em Deus e se ajudar. O grupo cresceu e novos estudantes passaram a participar, inclusive não evangélicos".

Já em São Paulo e Mato Grosso do Sul, (na foto os participantes do Instituto de Preparação de Líderes, IPL, de janeiro), a ABU Guaratinguetá (SP) filiou-se em julho. Mas a sua história não é de agora. Ela começou em 2016, quando estudantes cristãos abriram um grupo de estudos com o apoio de universitários de Lorena. A diretoria local compartilhou: "Através dos anos, o grupo foi se estabilizando e ganhando forma, sempre sustentado pelo Senhor. Foi extremamente desafiador no início, nos perguntávamos 'o que um grupo pequeno pode fazer numa faculdade grande?'. Mas descobrimos que, não importa o nosso tamanho, o Senhor olha nosso coração e nos abençoa de acordo com a sua vontade. Com a pandemia, mantivemos nossos encontros online e está sendo um momento abençoado de tempo em comunhão e tempo com o Senhor, podendo alcançar vidas também".

E como atrair novos estudantes? Na região Leste, a ABS Paracambi (RJ) contou como fez: "Nossas aulas começaram no início de março, antes de tudo parar. Apresentamos o nosso núcleo nas salas e entregamos um folheto. Sempre que víamos um calouro perguntávamos se queria entrar no grupo do WhatsApp. Muitas pessoas novas entraram. Quando a quarentena começou, criamos um número para a ABS e disponibilizamos o link do grupo do Whatsapp e o número de contato no Instagram e entre os calouros. As pessoas que entraram em contato buscavam saber como participar das reuniões, os dias e horários dos encontros, e depois participavam". Na foto, estudantes da Leste no IPL 2020.

Comunicação criativa também foi a ferramenta da ABU Juiz de Fora, da região Minas Gerais, também ilustrados aqui pelo grupo mineiro do IPL 2020. O grupo criou o "Podcast de Fora - pra quem tá dentro" para alcançar seus amigos não cristãos criando pontes entre fé, cultura e razão. "Desejávamos promover o diálogo com os que estão 'dentro de casa' durante o período de distanciamento social, também incentivando a leitura, literatura e cultura, dentro e fora dos grupos de ABU. Compartilhando os episódios, conseguimos propor um diálogo sobre os temas abordados com nossos amigos 'de fora' da ABUB", contou Nivia Paiva.
Já duas outras regiões compartilham histórias de serviço.

Na região Nordeste (imagem dos nordestinos do IPL 2020), a ABU Salvador (BA) participou da Campanha Solidária da Faculdade de Direito da UFBA, onde é reconhecida como uma das entidades estudantis. Eles nos relataram: “Tivemos a oportunidade de nos unir como grupo para ajudar na vaquinha solidária online, na qual o dinheiro seria revertido para a compra de alimentos e de outras necessidades básicas de comunidades carentes. Todo o grupo se empenhou, doou e pudemos reafirmar o compromisso que temos com aqueles que mais precisam, como Cristo nos ensinou, e também o nosso compromisso com os estudantes apoiando a campanha coletiva".

na região Norte, na foto reunida num CR online, a ABU Araguaína (TO) já tinha o costume de organizar a “ABU Solidária”, um projeto para praticar a generosidade via doações. No início da pandemia, o grupo havia mobilizado uma cesta, ainda sem destino. Numa reunião, uma pessoa comentou que conhecia alguém que enfrentava dificuldades. Então conseguiram doar não só uma, mas três cestas e roupas. Não foi fácil reunir tudo e repassar adiante em meio ao lockdown que a cidade enfrentou, mas com o tempo foi possível e puderam ajudar até outros. A história foi contada com outros relatos de missão em nosso canal.

Por fim, a região Sul investiu em formação e se organizou para estudar a temática proposta nacionalmente no segundo semestre de 2020, “Visão, vocação e vivência missionária”. A região, na imagem juntos em mais um CR online, realizou sete encontros semanais online baseados nos devocionais, exposições e palestras. De acordo com o assessor regional Thiago Rodgers, “no primeiro encontro conversamos bastante sobre nossa relação com as Escrituras e sobre como nutrir nossa espiritualidade a partir delas (...). [Realizar] encontros recorrentes e com grupos menores [permite] tratar temas de maneira mais profunda, íntima e pessoal”. Para a estudante Winni Ladeia, da ABU Londrina (PR), “entender sobre visão me ajudou a entender sobre a minha vocação em Cristo e elucidou minha vivência. (...) Quando colocamos os ‘óculos da dependência’ de Deus e deixamos ele ajustar nossa visão, podemos ver a realidade das coisas em sua plenitude, não mais fragmentadas”.

4. Nossas finanças


Nossos maiores custos estão relacionados ao sustento dos nossos assessores e as despesas ministeriais que possibilitam o exercício do ministério. Entre os números interessantes sobre os recursos, 65% do total de doações são feitas por parceiros-mantenedores levantados pelos próprios assessores, 22% são pessoas ou empresas que contribuem para regiões e despesas nacionais e 7% são contribuições dos próprios grupos locais para as regiões.

Terminamos 2020 com um resultado positivo de R$ 63.435,88, o que superou muito nossa previsão orçamentária. Isso se deve à graça de Deus que acompanha a generosidade dos corações de vocês. Houve duas doações pontuais de valores altos que não esperávamos receber, somando 67 mil. Também houve uma economia nas despesas de custos administrativos relacionados à manutenção do escritório nacional, aos eventos e às viagens não realizadas pelos assessores devido às restrições impostas pela pandemia.

Agradeçam a Deus conosco pela sua fidelidade e sustento. Temos a certeza de que ele quem dirige esse trabalho, move corações, nos vivifica e anima para que continuemos levando a mensagem da esperança de que ele está trabalhando na restauração e reconciliação de todas as coisas. Agradecemos a vocês por continuarem participando dessa visão e missão para a qual Deus tem nos chamado!

Veja também as prestações de contas dos anos anteriores:

Prestação de contas de 2019
Prestação de contas de 2018
Prestação de contas de 2017
Prestação de contas de 2016
Prestação de contas de 2015
Prestação de contas de 2014