Prestação de Contas - Reforma do Escritório Nacional

“Mas quem sou eu, e quem é o meu povo para que pudéssemos contribuir tão generosamente como fizemos? Tudo vem de ti, e nós apenas te demos o que vem das tuas mãos.” 1 Crônicas 29:14

 

O mais importante em nosso ministério é participar da edificação do templo do Espírito Santo na vida de jovens e adolescentes. Nos alegra imensamente ver vidas transformadas pelo evangelho de Jesus. Esta é a obra que nos move e nos leva a dedicar à oração, à proclamação e ao serviço.

Neste ano convidamos irmãos, estudantes, obreiros, diretores e profissionais de todas as gerações a participar da obra física do escritório nacional, que Deus nos permitiu ter e cuidar desde a década de 90.

Há mais de 20 anos o nosso escritório não passava por uma reforma significativa em seu espaço interno. Tínhamos problemas graves estruturais e de organização do espaço que limitavam as atividades e até mesmo a saúde dos obreiros que trabalham nesse espaço.

Nós somos muito gratos porque neste passo “arriscado” (inclusive por um processo municipal que nos ameaçou de desapropriação e nos paralisou diante da tomada de decisão) e um investimento alto para nossa missão, Deus supriu abundantemente, para além do que esperávamos. Muitas foram as doações, vindas de várias pessoas, incluindo os estudantes, e de modo surpreendente usamos apenas uma pequena parte do recurso interno estipulado para suprir os custos da reforma. 

Agradecemos pelo esforço dos profissionais da construção civil que de modo zeloso e compromissado participaram deste complexo processo: a arquiteta Adriana Chiba, o engenheiro civil Rafael de Angelis e a mestre de obras Ana Cláudia Teixeira e toda sua equipe atenciosa e eficiente de operários.

Agradecemos também ao suporte e direcionamento da diretoria nacional e Conselho Diretor que respaldaram e deram legitimidade às decisões. E, pessoalmente, agradeço aos meus pares da secretaria executiva que caminham ao meu lado nos desafios e alegrias.

Agradecemos aos estudantes, profissionais e obreiros de campo, especialmente Pedro Valenzuela, Thiago Rodgers, Heitor Barbosa e Alice Machado que colocaram seus esforços “físicos” carregando estantes, livros, armários.

E finalmente, agradecemos aos obreiros do escritório nacional e editora que suportam com alegria o desgaste físico e emocional deste processo (ainda em curso): Cássia Oliveira, Jessica Grant, Natália Verly, Norberto Riback, Surama Oliveira e Tályta Alencar.

Que Deus seja glorificado.

Giovanna Amaral
Secretária de Administração e Comunicação

 

Veja como usamos nossos recursos: