Notícias

De todas as tribos, povos e sotaques

Thárik Uchôa Luz fala sobre a multiformidade da missão estudantil

Por Thárik Uchôa Luz

“para que ao nome de Jesus se dobre todo joelho,nos céus, na terra e debaixo da terra, e toda língua confesse que Jesus Cristo é o Senhor, para a glória de Deus Pai.” (Filipenses 2: 11-12)

"E viu Deus que eram bom". E como foi bom mesmo ter vivenciado o CN (Congresso Nacional) em Anapólis, sim vivenciado, pois não dá apenas para assistir passivamente.

Ouvir os diferentes sotaques desse nosso Brazilzão faz-me pensar na volta do Nosso Senhor Jesus Cristo; ouvir um "tu" ou um "x" ou um "r" em evidência ou mesmo presenciar trejeitos quase natos para o humor.

Outrossim, tudo isso, que por sinal torna nossos brasis um Brasil, que em consonância proclamam um só Senhor, me leva, ainda mais, a vislumbrar a maravilhosidade do dia em que todos os povos, línguas e nações declararão que Jesus Cristo é o Senhor.

Creio que a ABUB é, como tantos outros movimentos cristãos missionários espalhados pelo globo, a concretização de Atos 2:17..."'Nos últimos dias, diz Deus, derramarei do meu Espírito sobre todos os povos. Os seus filhos e as suas filhas profetizarão, os jovens terão visões, os velhos terão sonhos. "

Estudantes engajados nas visões provenientes do Alto, na busca da instalação do Reino, do Reino de Justiça, Igualdade, Liberdade em Cristo.

E na proposta do Reino já não há mais lugar para Babel, agora eu ouço sulista, sudestino, nordestino, nortista, centroestino falando a mesma língua, falando a língua do Evangelho. Língua essa, universal, que há mais de 1900 anos se propôs a alcançar os confins da Terra.

E como ouvirão? Através da nossa pregação!

Thárik é presidente da ABU Goiânia e participa do núcleo da PUC.

Nenhum Comentário

Comentar

O conteúdo deste campo é privado não será exibido ao público.
CAPTCHA
O teste abaixo serve para verificar se você é um ser humano e para prevenir submissões automáticas de spam.