Notícias

Corrupção: vítima ou cúmplice?

Estudantes da região Leste compartilham suas experiências no Cone Sul 2018

Entre os dias 14 e 24 de janeiro de 2018 aconteceu o Cone Sul, espaço de formação internacional da Comunidade Internacional de Estudantes Evangélicos (IFES, na sigla em inglês) da subregião compreendida pelo Brasil, Argentina, Chile, Uruguai e Paraguai.

O Brasil foi representado por uma delegação de 15 estudantes e profissionais. A delegação da nossa região foi composta por Ana Carolina Santos, da ABU São Mateus (ES), e por Bruno Ferreira, Esdras de Souza e Manuel Izaias, da ABU Seropédica (RJ). Os quatro representantes da região Leste compartilharam as suas experiências e testemunhos abaixo.

“A princípio o tema do Cone Sul foi o que me estimulou a participar, afinal estamos em um ano de eleições e em tempos difíceis no cenário político”, compartilhou Ana. O evento foi centrado na temática da corrupção e os estudos foram baseados nas leituras de 2 Pedro e do livro Vitória Sobre a Corrupção, de Jorge Atiencia. “Eu fiquei curiosa sobre o que iriam falar. Criei muita expectativa para estudar este tema sob uma perspectiva cristã. Imaginei que teria mais respostas do que perguntas, mas não foi bem assim. Ao final do evento percebi que passei dias com pessoas incríveis e todas as perguntas que foram feitas abriram portas para diálogos e, se eu tivesse recebido só respostas, não seria assim”, completou Ana.

As exposições bíblicas foram divididas em dois blocos, o primeiro foi ministrado pelo Dr. Jorge Sobarzo, médico psiquiatra, e o segundo por Ruth Padilla DeBorst, doutora em teologia. “No primeiro bloco estudamos o aspecto da corrupção em sua causa/origem em diversos seguimentos, abordando desde fatores psicológicos, biológicos a sociais, políticos etc., me permitindo ter uma visão muito ampla do assunto, ajudando-me a interpretar a maneira como ela se manifesta nas relações pessoais, governamentais, eclesiásticas, no próprio movimento, dentre outros fatores. O segundo bloco nos levou a refletir sobre o nosso eu, e a maneiras de manter uma vida integra através do poder de Cristo”, compartilhou Bruno.

“A estrutura do Cone Sul foi semelhante aos nossos eventos de formação. Tivemos momentos de louvor, exposição bíblica, oficinas, pequenos grupos. A oportunidade de facilitar um grupo pequeno em outra língua foi um desafio, no meu grupo pude ver o amor e cuidado de Deus e dos meus irmãos. Outra parte sensacional foram as apresentações especiais preparadas por cada movimento, nas quais pudemos conhecer mais da cultura e da missão desenvolvida em cada país, foram momentos inesquecíveis”, relatou Manuel.

Esdras ressaltou o cuidado de Deus desde a preparação e levantamento de recursos. “Em cada detalhe foi impossível não perceber que a mão de Deus estava sobre nós. Em absolutamente tudo o que passamos, ouvimos e fizemos, também notamos que quem estava arquitetando tudo desde o início era o nosso Pai. Vimos mais uma vez que Deus ama e sustém a sua missão, e aprendemos mais uma vez que dinheiro não é problema, mas sim a solução, solução essa que vem do Senhor quando tudo parece perdido. Sim, Deus usa esse fator para escrever testemunhos emocionantes.”

O próximo Cone Sul acontecerá em 2021 no Chile, já pensou em ser parte da delegação da Leste 2021?! Os delegados de 2018 deixaram um recado pra você:

  • Ana: “Eu acredito que o Cone Sul dá impulso pra nossa caminhada cristã assim como os outros eventos da ABUB e isso para mim é incrível porque independente da temática estudada retorno um ser humano melhor crendo que Deus se alegra disso”.
  • Bruno: “O encontro Cone Sul é de extrema importância para revelar a identidade continental do movimento estudantil IFES, realmente foi um dos eventos mais completos que participei devido ao aspecto intercultural. Participar de um evento dessa magnitude é altamente recomendável, se a pessoa estiver disposta a ser confrontada e viver a prática da verdade do evangelho que nos é transmitida”.
  • Manuel: “No Cone Sul me percebi como parte de uma comunidade internacional centrada em Cristo, e pude perceber que o que nos une é muito maior e mais forte que as barreiras da língua e da cultura. Esteja preparado para aprender!”
  • Esdras: “Teria muitas coisas a dizer para a próxima delegação da Leste que Deus vai levantar para o próximo Cone Sul, mas, talvez a mais importante seja que mergulhem de cabeça e vivam cada detalhe das experiências que o Eterno nos proporciona quando nos dispomos a fazer a sua obra. Olhar para o mapa e não enxergar apenas nomes de locais, mas também se recordar de rostos de irmãos é uma dádiva que a ABUB nos concede”.

Nenhum Comentário

Comentar

O conteúdo deste campo é privado não será exibido ao público.
CAPTCHA
O teste abaixo serve para verificar se você é um ser humano e para prevenir submissões automáticas de spam.